Escolha Certa

ESCOLHA CERTA

O processo de preparação profissional é contínuo para a evolução da carreira. Saiba mais!

 


Investimento profissional bem feito é aquele que responde a necessidade de se qualificar para o mercado de trabalho. Nada mais do que isso. Aliás, hoje, não se fala mais em estar qualificado. Na verdade, isso é um processo contínuo. Quem acha que a graduação é o suficiente, corre o risco de perder oportunidades de trabalho ou, até mesmo, não permanecer nele.

O fato é que crise trouxe à superfície a necessidade imperiosa de se preparar para o mercado de trabalho. Esta necessidade sempre foi real, mas, por causa da zona de conforto, não era tão evidente para alguns. Na crise, a necessidade é latente. Antes da turbulência, as empresas ofereciam cursos aos colaboradores – e, curiosamente, muitos não faziam. Com a crise, as organizações estão diminuindo custos, inclusive investimentosem treinamento. Porseu lado, os colaboradores acordaram para necessidade de estar mais qualificados profissionalmente. Só que agora o investimento é pessoal e não mais da empresa.

Depois deste período de turbulência, tanto as empresas quanto as pessoas físicas se conscientizarão ainda mais de que colaborador treinado e qualificado significa resultados, market share, vantagens diante da concorrência, novos mercados, clientes bem atendidos, e tudo o que uma empresa precisa para sobreviver no mundo corporativo. O caminho clássico é um curso de pós-graduação ou MBA.

Porém, para investir nestes cursos, é preciso se perguntar onde estão as melhores oportunidades. É importante que o candidato encontre instituições sérias e que prezem pela qualidade do ensino. Cursos muito baratos ou muito caros nem sempre oferecem o benefício almejado.

Selecionar um curso ou instituição é um caminho natural. A seleção pelo candidato deve ser rigorosa. Obter informações sobre as instituições e os cursos oferecidos é uma ação que deve estar de acordo com objetivos profissionais pretendidos. MBA bom é aquele que consegue, em uma relação justa entre custo e benefício, responder, de forma satisfatória, aos objetivos profissionais do candidato. Se ele não sabe quais seus objetivos profissionais no curto e médio prazo, a tendência é errar na escolha.

Sabe-se que o profissional que procura fazer um MBA visa, primeiramente, melhorar na carreira; em um segundo plano é para conhecer melhor a área específica escolhida; e, claro, tudo isso tende a gerar um acréscimo salarial. Mas é preciso alertar que salário alto implica em maiores responsabilidades. Só pode assumir mais responsabilidades quem tem qualificação para isso. O MBA funciona para aumentar a qualificação e, portanto, pode ser um caminho para ascender financeiramente ou funcionalmente dentro da empresa.

No fundo, qualificar-se é adquirir conhecimento que agregue valor ao seu currículo para o mercado de trabalho. Um curso de pós ou MBA tem esta função primordial.

 

Por Olavo Henrique Furtado (coordenador dos cursos de pós-graduação e MBAs da Trevisan Escola de Negócios)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s